Turismo

Agência Focaia
Redação        
Giulia Sacchetti

O curso de Licenciatura em Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário do Araguaia (UFMT/CUA), iniciou na quinta-feira (03), viagem para Cuiabá, como prática acadêmica para conhecimento sobre a importância econômica do turismo realizado no Centro-oeste. A atividade é ministrada pela professora Zenilda Lopes Ribeiro.

Dentre as atividades programadas constam: visita aos primeiros núcleos de ocupação não-índia, como na Comunidade São Gonçalo, distrito de Coxipó do Ouro, e arredores da Prainha, as famosas minas do Sutil. Também está previsto visita a Estação Telegráfica de Capim Branco, Município de Campo Verde – MT,  instalada no ano 1896 pelo General Gomes Carneiro e pelo então tenente Marechal Rondon,  a primeira de Mato Grosso. Também está programada visita ao Memorial Rondon no Distrito de Mimoso, município de Santo Antonio do Leverger - MT. 

Na sexta-feira, pela manhã, na programação visitas dos estudantes à Assembléia Legislativa de Mato Grosso, e, no período vespertino, ao Centro Histórico de Cuiabá, bem como a Igreja do Rosário. Hoje os alunos irão participar do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães.

O objetivo dessa participação, segundo a Professora Zenilda, é mostrar que o Turismo de Eventos é um propulsor da economia e gera negócios, diretamente em nível local e indiretamente nos níveis  regional, nacional e até internacional. Como avalia, ao se deslocarem as pessoas "ocasionam passagens aéreas e terrestres, os músicos fazem o papel  de disseminar a cultura  de outras regiões e localmente, se o evento for bem organizado, garante renda para inúmeras pessoas”, finaliza.

A acadêmica Renata Pimentel, do quinto período, diz que essas viagens são de extrema importância para o desenvolvimento das atividades do curso, quando é possível praticar e não ficar somente na teoria. “Para as pessoas que trabalham é difícil conseguir uma folga, mas quando se trata de viagens com a turma tem que dar um jeito, pois isso conta muito.”

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.