Ensino Superior

Fonte – Gazeta (Cuiabá)

O número de estudantes que ingressaram no ensino superior foi menor em 2015. Segundo o Censo do Ensino Superior - divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) - a queda foi de 19,1%, quando 40.290 alunos ingressaram na rede superior mato-grossense no ano passado, enquanto em 2014 esse número foi de 49.853.

No país o número de ingressantes também caiu 6,1% em 2015. O país perdeu 190.626 novos alunos em relação ao ano anterior. Segundo o censo, o Brasil teve 3,1 milhões de ingressantes em 2014 e, em 2015, o número caiu para 2,9 milhões.

A queda foi mais acentuada nas instituições privadas, que tiveram 6,9% a menos de ingressantes em relação a 2014. A diminuição de matrículas ocorreu ao mesmo tempo em que o governo federal restringiu o acesso ao Financiamento Estudantil (Fies).

Centro-Oeste

Mato Grosso é responsável por cerca 22% do total de matrículas no ensino superior no Centro-Oeste que chegou a 755.096 mil matriculas em 2015. Os estados com os maiores percentuais são Goiás com 33% e Distrito Federal com 29,2%. Quase 80% dessas matrículas foram feitas na rede privada, que teve 581.570 mil, enquanto a pública ficou com 173.526. No país a rede privada teve 75% das matrículas.

A região Centro-Oeste conta com 36.479 professores na rede superior de ensino, sendo 21,5% deles em Mato Grosso. O levantamento mostra que desse total, 95% estão em exercício. A maior parte dos docentes estão em Goiás e no Distrito Federal. Não diferente da realidade mato-grossense, mais da metade 53,11% é do sexo masculino.

Ao todo 19.375 homens são professores no ensino superior, enquanto o número de mulheres é de 17.104. Eles são maioria também nas universidades, faculdades e centros universitários do Centro-Oeste.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.