Web Jornalismo

Agência Focaia
Matheus Pacheco


A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) oferece projetos de extensão que têm por objetivo fomentar a participação da comunidade nos espaços acadêmicos. Com esta proposta surgiu, em 2015, a página na internet Botoblog, cujo trabalho foi idealizado por professores e estudantes do curso de Jornalismo do campus do Araguaia. A proposta da web jornalismo é produz matérias jornalísticas sobre questões socioambientais.

Apesar de a página do blog jornalístico entrar em funcionamento com atualizações constantes este ano, a sua ideia foi concebida ainda em 2015, na disciplina de Comunicação e Meio Ambiente, ministrada pela professora Jociene Bianchini Ferreira. Como analisam os estudantes, durante o semestre algumas matérias foram publicadas numa página chamada Botoblog, porém sem grandes pretensões, mas somente a de dar visibilidade aquelas reportagens. Logo após, as atividades da página na internet foram paralisadas atendendo objetivos momentâneos, portanto, sem atualizações posteriores.

No ano seguinte, surgiu a ideia de ampliação do projeto e uma nova configuração da página para produção de novas notícias sobre a questão ambiental. Desta vez, já como projeto de extensão, vinculando o espaço universitário com a comunidade, na geração de informações.
Foto - Genito Santos
Imagem de ponte sobre o Rio Araguaia, que liga as cidades Barra do Garças (MT), Pontal do Araguaia (MT) e Aragarças (GO). Lugar de natureza exuberante e uma das preocupações das comunidades regionais


O Botoblog tem como público-alvo a população das cidades de Barra do Garças, Pontal do Araguaia e Aragarças, como descrito na própria página na internet, abrangendo qualquer assunto que tenha ligação com esse público. Como analisa os integrantes do projeto, a proposta é pensar, de maneira crítica, as questões socioambientais na região do Araguaia, destacando as boas práticas e denunciando as más.

Para o estudante do 7º semestre de Jornalismo e integrante bolsista do projeto Botoblog, Kayc Pereira Alves, as notícias buscam levar à sociedade consciência ambiental, ao mesmo tempo em que apresenta as riquezas da fauna e floral locais: as águas, a vegetação, animais. “Essa região também sofre com a degradação e achamos importante que as pessoas saibam disso para que possam se articular, a fim de barrar esses processos degradantes”, avalia o estudante.

Rotina Jornalística

Sobre o projeto de produção e publicação de notícias sobre meio ambiente, os estudantes também têm a oportunidade colocar em prática os aprendizados do curso, diante da necessidade de atividades laboratoriais para formação das práticas jornalísticas. Analisa Alves que “o projeto acaba simulando uma rotina produtiva que iremos enfrentar, quando formos atuar na profissão”,

O trabalho jornalístico não é fácil, exigindo sempre muita dedicação, como relata os estudantes do projeto. “Já passamos dias inteiros trabalhando com ele e eu já tive que ignorar várias outras ocupações para atender ao projeto”, conta Kayc. “Mas é viciante”, completa.

A equipe do projeto tem encontros quinzenais, em reuniões de pauta, quando professores e estudantes decidem o que publicar no Botoblog em determinado período de coberturas jornalísticas. Quando são elaborados e distribuídos  para os estudantes-jornalistas os assuntos que merecerão coberturas.  Para facilitar o trabalho a equipe conta até mesmo com um grupo no aplicativo WhatsApp, para tornar mais dinâmica e participativa a produção de notícias, e, assim, online, discutir detalhes e tomar decisões sobre as publicações.

A equipe do projeto conta com 3 professores orientadores e 8 alunos, porém outros estudantes ajudam na produção das matérias, sobretudo acadêmicos do curso de jornalismo. O público do site também pode interagir.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.