Livro e Cultura

Agência Focaia
Luís Felipe Rodrigues

Fotos: Everaldo Mota
Uma geladeira localizada ao lado do Posto Zampa, no centro de Barra do Garças (foto) e outra na rotatória do peixe, na cidade de Aragarças, chamam atenção das pessoas que transitam nestes locais. Trata-se do projeto do curso de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Araguaia, intitulado: “Espaços Geográficos de Leitura e Informação Integrados a Preservação do Meio Ambiente". O objetivo dos estudantes é permitir a comunidade o acesso à leitura de livros, revistas e gibis, promovendo, com isso, a inclusão social e cultural.

Além de incentivar o hábito de leitura, o projeto ainda tem como alvo a preservação do Meio Ambiente. O projeto deverá retirar das ruas sucatas de geladeiras descartadas de forma irregular. Responsável pelo trabalho acadêmico, a professora docente do curso de geografia, Carline Trentin, ressalta a importância da atividade para a formação de conhecimento das comunidades sobre o universo da leitura, mas avalia que ser necessário a conscientização dos usuários na utilização dos livros.
 
“A ideia é que, as pessoas da comunidade que tenham interesse em algum material de leitura disponível na ‘geoteca’, possam levar para casa, ler e posteriormente devolver para que outras pessoas obtenham acesso”, observa a professora.

Everaldo Mota, aluno do curso de geografia e membro do projeto, reforça a importância na participação da comunidade: “É uma iniciativa que pretende trazer a consciência para a preservação e reutilização de materiais como as geladeiras inutilizadas, de uma forma significativa e responsável, como neste caso, a sucata passa a ser utilizada como estantes para os livros que disponibilizamos para a própria população”, analisa.
 
No caso das obras, é possível também a participação da comunidade com doação de exemplares disponíveis em casa e que possam repassar à outras pessoas, numa troca de conhecimento.
 
Em breve, segundo Mota, estará disponível no facebook uma página para que a população acompanhe os locais das “geotecas”, onde possam fazer doações de livros e revistas, permitindo a renovação do acervo. Desta forma, os leitores agradecem.

1 comentários:

Anônimo disse...

Muito interessante as matérias escritas por este estudante, leio todas pois são objetivas e de fácil leitura...Parabéns Luis Felipe Rodrigues.

Postar um comentário

Comente esta postagem.