Orientado pelo professor Lawrenberg Advícula da Silva, aluno da Unemat Alto Araguaia conquista prêmio nacional com trabalho de fotografia



por Isabela Mercuri

Foto: Reprodução
Aluno da UNEMAT conquista prêmio nacional com trabalho de fotografia
O estudante de jornalismo Ronaldo Borges, da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) venceu pela segunda vez na categoria “Transdisciplinar” na modalidade “Ensaio Fotográfico”. Seu trabalho, dessa vez, foi o “A terra dos esquecidos”. No ano passado o aluno concorreu com “Os anônimos de Alto Araguaia” e passou pelas edições regional e nacional.

Desta vez, o prêmio foi recebido na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom) na Universidade Dinâmica das Cataratas (UDC), em Foz do Iguaçu (PR). O evento aconteceu entre os dias 01 e 05 de setembro. Borges afirma que participar deste evento enriquece o currículo e aumenta as experiências no campo jornalístico: “Somos um grupo de alunos com trabalhos excelentes, orientados por bons professores, por isso precisamos levar esses trabalhos para congressos como este. Ganhando ou perdendo, participar sempre é a melhor forma para ter experiência. O nosso maior prêmio foi termos chegado até aqui”, pontua o acadêmico.

Os alunos Brenda Carvalho, Laura Ataídes e Cassiane Mews, todas do 8° semestre de Jornalismo da Unemat, também participaram da Expocom com o trabalho ‘Jornal Mural JornAia’. Elas concorreram na Categoria Jornalismo, na modalidade Jornal Mural. “Essa é a primeira vez que concorremos e já conquistamos um regional. Não ganhamos o nacional, mas considero que o maior ganho que tivemos com esse evento foi representar nossa universidade, ter contato com os mais diferentes estudantes e profissionais da comunicação ao agregar conhecimentos que levaremos para o resto da
vida”, ressalta Brenda.

Os trabalhos foram orientados e revisados por Lawrenberg Advíncula da Silva, professor de Jornalismo e coordenador-geral da revista científica Comunicação, Cultura e Sociedade (RCCS). Mesmo não podendo ir ao evento, o professor ressalta a importância da participação dos alunos. “Ser orientador desses trabalhos é uma honra, pois assim enfatizamos a responsabilidade e a interação entre acadêmico e professor”, diz.
Fonte: Olhar Direto

Comentários