Peggy Johnson: redes de dados terão demanda mil vezes maior em 10 anos (Foto: Divulgação)

A vice-presidente da Qualcomm Technologies afirma que smartphones, tablets e a internet móvel podem mudar radicalmente a educação e o cotidiano de países em desenvolvimento

RAFAEL BARIFOUSE

A americana Peggy Johnson tem como missão buscar novas oportunidades de negócios e estudar diferentes mercados para a Qualcomm Technologies, subsidiária responsável pela pesquisa de inovação da fabricante de chips de mesmo nome. Em sua rotina de emprego, viaja o mundo e está sempre de olho nas novidades que surgem neste mercado. Por isso, tem uma visão privilegiada de como as novas tecnologias digitais e móveis estão transformando nosso cotidiano. Mas nem todas essas mudanças ocorrem da mesma forma em todos os lugares. Segundo Peggy, o impacto que o avanço da internet e de tablets e celulares têm em países pobres é ainda maior do que nos mais ricos. Ela também não exita ao ser questionada sobre a área onde essas novas tecnologias têm seu maior potencial de transformação. É a educação, diz. Na entrevista publicada na revista Época, Peggy explica por quê.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.