Chamada de trabalhos da Revista ECO-Pós

Revista ECO-Pós acaba de publicar o último número deste ano, cujo dossiê temático é "Comunicação, narrativas e territorialidades". O endereço para acesso é: http://www.pos.eco.ufrj.br/ojs-2.2.2/index.php?journal=revista.


Revista ECO-PÓS lança também chamada para receber trabalhos para os dossiês temáticos de 2014: "Comunicação e conflitos políticos", "Transformações do visual e do visível" e "Comunicação e gosto".
O envio deve ser pela plataforma da revista:http://www.pos.eco.ufrj.br/ojs-2.2.2/index.php?journal=revista.


ECO-PÓS recebe textos com autoria de doutores. Aqueles que não possuem tal titulação podem assinar artigos em coautoria com pesquisadores doutores. Essa restrição não ocorre para as resenhas.


Os textos com temática livre são recebidos em fluxo 


Seguem abaixo as ementas e os prazos de submissão:



Vol. 17.1 (2014). Comunicação e conflitos políticos


Contemplará contribuições sobre os processos comunicacionais envolvidos em conflitos políticos, privilegiando aqueles que abordarem os seguintes assuntos: os fluxos comunicativos como arenas de lutas; os usos políticos dos meios de comunicação; as estruturas midiáticas e as configurações da opinião pública em regimes totalitários e democráticos; a comunicação totalitária em regimes nazifascistas, no populismo e nas ditaduras sul-americanas, nos regimes de exceção, nos países socialistas, nas ditaduras africanas e árabes; os processos comunicacionais em tempos de guerra; as relações entre mídia, política e violência urbana; a censura política e o controle social dos meios de comunicação; a democracia e o direito à comunicação; a concentração dos meios de comunicação e a luta pela liberdade de expressão; tensões e contradições na estrutura dos meios de comunicação em regimes democráticos; as eleições e os conflitos partidários em espaços midiáticos; o lugar dos meios de comunicação na constituição de debates públicos acerca de deliberações governamentais; a cobertura jornalística dos escândalos políticos; o papel das tecnologias de comunicação na configuração de movimentos sociais; a biopolítica e a resistência na comunicação em rede; e, por fim, as narrativas midiáticas no trabalho de constituição discursiva de experiências traumáticas resultantes de conflitos políticos (torturas, prisões políticas, ditaduras, guerras, terrorismo). Prazo para envio de textos: 21 de março de 2014.


Vol.17.2 (2014). Transformações do visual e do visível

Contemplará estudos sobre as transformações da cultura visual e dos regimes de visibilidade nas sociedades moderna e contemporânea, especialmente aqueles que abordem tais dimensões: as mediações tecnológicas e as reconfigurações da experiência visual; o papel dos dispositivos audiovisuais na construção do olhar; os regimes de historicidade da visualidade; o fetichismo da imagem e a cultura do consumo; a crise do real e a espetacularização; as reconfigurações do público e do privado na sociedade da imagem; os simulacros, a simulação e a hiper-realidade; a impregnação da imagem na vida cotidiana e as possibilidades de transmutação do imaginário em imagens tangíveis; os hibridismos entre imagens e objetos; as narrativas visuais pós-fotográficas; as diferentes estratégias de produção de “efeitos de real” nos discursos imagéticos; o “ao vivo” e o “tempo real” no telejornalismo e em outras performances da imagem; articulações e tensões entre o ficcional, o jornalístico e o documental; a cultura participativa e os novos produtores de imagens;  as imagens da multidão, da massa e do povo; as disputas pela visibilidade; a política de imagens e as imagens da política; os dispositivos midiáticos nos processos de constituição do visível e do invisível; e, também, as imagens de vigilância na constituição de um novo regime de visualidade. Prazo para envio de textos: 20 de junho de 2014.



Vol. 17.3 (2014). Comunicação e gosto


Contemplará estudos acerca das configurações do juízo estético nos processos comunicacionais na sociedade contemporânea ou em outros momentos históricos, privilegiando aqueles que abordarem os seguintes aspectos: as relações entre os produtos midiáticos e a constituição de gostos; a mídia como um conjunto de dispositivos de estetização da vida cotidiana; o consumo como classificação social e distinção cultural; as classes sociais e a configuração de preferências de gosto; o consumo de luxo; o gosto popular, o brega e o kitsch; a cultura material e os sentidos do gosto; os estilos de vida e a cultura do consumo; a experiência estética no mercado de bens culturais; o debate sobre a qualidade dos meios de comunicação; os estilos musicais, as identidades culturais e a questão do gosto; as disputas de gosto; o gosto como um sistema de valores; o lugar da crítica cultural na (re)produção juízos de valor; as celebridades, os fãs e as disputas pela autenticidade; e, enfim, o gosto como critério de estratificação social, de distribuição de produtos e serviços e de hierarquização dos espaços urbanos. Prazo para envio de textos:  19 de setembro de 2014.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.