Universidade Federal do Mato Grosso comemora neste mês cinco décadas de história

Evento

Júlia Viana

 

A Universidade Federal do Mato Grosso, na última quinta-feira (10) completou 50 anos de atividades. Em 10 de dezembro de 1970, pela Lei n° 5647, surge a UFMT, a partir da fusão da Faculdade de Direito de Cuiabá (criada em 1952) e do Instituto de Ciências e Letras de Cuiabá.

Na região do Coxipó, em torno do campus da capital, foram abertos os 11 primeiros cursos, com a criação de centros educacionais e construção de blocos para abrigar as novas graduações que iniciavam atividades acadêmicas.

Ao longo das cinco décadas, universidade mato-grossense se espalha pelo estado, com a edificação de outros campi, na região do Araguaia (Pontal do Araguaia e Barra do Garças),  nas cidades de Sinop e Várzea Grande.

 

 
Fachada da biblioteca da biblioteca da UFMT, Campus Cuiabá, onde surgia em 1970 a 
as primeiras edificações da universidade mato-grossense - Imagem: reprodução. 
 
 

 O primeiro reitor da Universidade, em 1970, foi o médico Gabriel Novis Neves, especialista em Psicologia Médica e Obstetrícia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. . No ano passado, Neves, que permaneceu na gestão da instituição por 10 anos, foi homenageado em sessão pública pelo trabalho desenvolvido frente à instituição.

Em homenagem e comemoração aos 50 anos da UFMT, a Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (PROCEV) preparou apresentações e ações culturais virtuais para o período de uma semana.  

As apresentações iniciaram no dia do seu aniversário e prossegue até esta quinta-feira (17), com atividades realizadas remotamente pelas redes sociais de cada grupo que compõem a Pró-reitoria, e no YouTube da TV Universidade.




Comentários