'Quantos gritos cabem no silêncio' será o tema de debate realizado na UFMT Araguaia, como atividade do 'Setembro Amarelo'.

Evento acadêmico 
Agência Focaia 
Barbara Argôlo 



O grupo de teatro “Fazendo artes” da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Araguaia, em parceria com o Rotaract, programa do Rotary, voltado para serviços humanitários, promovem atividades em referência ao mês de prevenção ao suicídio, o “Setembro Amarelo”. O evento, aberto aos estudantes e comunidade, será na próxima quarta-feira (26) às 18h no Cinema II, na unidade universitária de Barra do Garças (MT).

No formato roda de conversa com psicólogos e acadêmicos da UFMT/CUA a temática se resume a uma pergunta "Quantos gritos cabem no silêncio?", a fim de debater o tema suicídio.

De acordo com a acadêmica do curso de direito, Silvana Barros de Oliveira, a ideia surgiu “a partir de uma visão geral da fragilidade emocional trazida pelos próprios acadêmicos, e a real necessidade de falar sobre esse assunto tão delicado" destacou.

Para Oliveira a busca é pela interação acadêmica dentro, mas também fora da sala de aula. “A universidade é além, é nesse espaço que passamos grande parte de nossas vidas e é nesse espaço que queremos acolher da melhor maneira possível.” ressalta.

Comentários