Evento

Agência Focaia
Reportagem
Adailson Pereira


     Foto: PROPeq
Lennie Aryete e Eduardo Almeida durante a premiação em Cuiabá


Egresso do curso de Letras da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Araguaia (UFMT/CUA), Eduardo Almeida Flores foi o vencedor do prêmio “Estudante de Iniciação Científica Professor Severino Meirelles”, Área de Linguística, Letras e Artes, concedido na cidade de Cuiabá (MT). A cerimônia de certificação e premiação foi realizada durante a abertura da Semana Acadêmica “XXV Seminário de Iniciação Científica”, que ocorre no Teatro Universitário da UFMT, com início na segunda-feira (2) e encerramento hoje (6).

O trabalho apresentado pelo egresso é intitulado, “Um estudo de caso do processo de aprendizagem de Língua Portuguesa de estudante com Paralisia Cerebral”, tema de seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Eduardo Almeida disse ter dificuldades em definir um tema para a pesquisa que fosse relevante. Ele relata que após participar do Grupo de Estudos em Linguística Funcional do Araguaia (GELFA-UFMT/CNPq), coordenado pela professora Lennie Aryete Bertoque, escolheu uma linha de pesquisa.

Pesquisa

Almeida relata que a pesquisa teve início no ano de 2016, durante atividades realizadas em escolas públicas da cidade de Barra do Garças (MT). Na ocasião conheceu uma estudante com paralisia cerebral que fez parte de sua pesquisa científica. Mesmo após a conclusão do curso, o egresso demonstra interesse em continuar com o trabalho. “Pretendo buscar novos casos, minha intenção é evoluir no conhecimento do processo relativo a aprendizagem de língua, de estudante com alguma necessidade educativa especial”.

Para a orientadora do TCC de Almeida, Lennie Bertoque, é preciso mostrar aos estudantes que o maior prêmio é o conhecimento adquirido, que segundo ela servirá para a formação não apenas profissional, mas social. Bertoque revela que o objetivo de toda pesquisa é trazer contribuições para a sociedade, especialmente porque é dela que vem o financiamento. A professora analisa que a premiação de Almeida reflete uma construção que envolve todos os professores do curso de Letras, que atuam diretamente na formação dos acadêmicos, dos colaboradores na iniciação científica, no caso, da professora Luana dos Anjos, dos programas e projetos vinculados ao curso, como o PIBID/CAPES, do grupo GELFA-UFMT/CNPq entre outros. “A compreensão do todo, no momento de uma premiação, é que traz benefícios em sua formação, porque permite a autoanálise e auxilia nas projeções acadêmicas e profissionais (prosseguir para um mestrado, por exemplo)”, analisa Bertoque.

Futuro

Eduardo Almeida pretende se dedicar à pesquisa, além de estudar para a seleção de mestrado no próximo ano. “O importante é não perder o ritmo de estudos e continuar na carreira acadêmica científica”, afirma. Ele ainda relata a importância dos professores para a sua premiação, entre eles, a orientadora Bertoque, Tereza Ramos, Águeda Borges, Luana dos Anjos, Maria Claudino, Elena Ortiz (UFG), além de sua família, que segundo Almeida, entendeu a ausência durante a pesquisa e em especial a sua esposa, Raiani Sena.

Para os acadêmicos, ele aconselha que vivenciem todas as experiências proporcionadas pela universidade. Participar de eventos dentro e fora da instituição, fazer parte de Programas de Iniciação Científica, de Iniciação à Docência, Projetos de Extensão, “tudo isso contribui para a formação acadêmica e pessoal”, diz Almeida. Ele acredita que “o esforço feito durante toda a graduação vale muito a pena”, finaliza.

Premiação

O Prêmio Severino Meirelles é concedido pela Pró-reitoria de Pesquisa da UFMT aos alunos de destaque no desenvolvimento das suas pesquisas de iniciação científica, cujo reconhecimento de mérito é feito conforme a área de conhecimento estabelecida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq.

Além de Eduardo Almeida, outros acadêmicos foram premiados em suas respectivas áreas do conhecimento.  Felipe de Campos (UFMT/Cuiabá); Vitoria Leopoldina (UFMT/Cuiabá); Olga Mustafá (UFMT/Cuiabá); Mayara Auxiliadora (UFMT/Rondonópolis); Louhanna Acioly (UFMT/Cuiabá); Gabriel de Paula (UFMT/Cuiabá); Aline Silva (UFMT/Sinop). Na tabela ao lado, têm os dados completos, como orientador, modalidade e título de pesquisa.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.