Projeto de Extensão

Agência Focaia
Redação
Giulia Sacchetti

Alunos e professores comemoram os trinta anos do curso de Matemática na UFMT/CUA, Unidade I

Vinculado à Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário do Araguaia (UFMT/CUA), o projeto de extensão “Fios que entrelaçam saberes: Licenciatura em Matemática, trinta anos de história”, realiza várias atividades em comemoração ao aniversário do curso de Matemática. A coordenação dos trabalhos acadêmicos do grupo é feita pelos professores Admur Severino Pamplona, Márcia Dias de Alencar Lima e Wanderleya Nara Gonçalves Costa.

Os trinta estudantes que estão vinculados aos grupos Programa de Educação Tutorial Matemática (PET), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e às disciplinas de estágio são parceiros na organização e no desenvolvimento das atividades.

Algumas atividades tiveram início em fevereiro e seguem até novembro, com realização de oficinas de produção de cordel, mesas redondas e palestras.

Para este mês, como explica a professora, doutora e coordenadora do curso de Matemática, Wanderleya Nara Gonçalves Costa, os estudantes da UFMT Araguaia poderão visitar:

Exposição “Tempo e movimento”: exposição de cartazes e de objetos diversos que trazem informações sobre a história dos calendários e dos relógios, além de documentos, materiais didáticos e outros que foram utilizados no Curso de Matemática ao longo de seu funcionamento. A visitação pode ser agendada junto ao grupo PET Matemática Araguaia.

Costa destaca para as atividades de julho também a produção de vídeo documentário que se referem a estudos teóricos e práticos que contam com o auxílio de estudantes do Curso de Jornalismo. É aberto à comunidade acadêmica e ocorre às terças-feiras das 14h às 17h na Sala do PET, Unidade I, na cidade de Pontal do Araguaia

Ganha destaque no período de eventos, para este mês, a preparação de oficinas de ensino de matemática por meio da String Art. Na década de 1960, a String Art foi popularizada como um ofício decorativo, mas ela foi criada por Mary Everest Boole (Inglaterra, 1832-1916) para incentivar a exploração e a aprendizagem da matemática de maneira lúdica, por meio da "curva da costura". 

Conforme Costa, O PIBID do curso de Matemática, com participação de estudantes bolsistas, vem resgatando a técnica como possibilidade pedagógica para ensino de vários conceitos. Em agosto está na programação, em conjunto com o PET Matemática, as oficinas para estudantes da Educação Básica. 


Atualmente, participam da comissão organizadora do projeto, doze graduandos. Na organização dos eventos são, ao todo, trinta estudantes - entre bolsistas e voluntários do PET e PIBID e estagiários. O projeto, explica a professora coordenadora Wanderleya Nara Gonçalves Costa, abrange desde calouros até estudantes que concluirão o curso neste semestre. 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.