Evento acadêmico

Agência Focaia
Assessoria

O curso Jornalismo, da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário do Araguaia, participou na última semana do 40º Intercom - Centro Oeste, evento promovido pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, em Cuiabá (MT). 

     Fotos: Rodrigo Teodoro
Alunos da UFMT Araguaia comemoram vitória do documentário Raízes de Fé em premiação do Expocom.

No evento, dois trabalhos, produzidos e apresentados por acadêmicos e docentes do curso foram premiados na modalidade de Exposição de Pesquisa Experimental (Expocom). Os trabalhos irão representar a região Centro-Oeste no Intercom Nacional, que será realizado na cidade de Curitiba, em setembro desse ano.
  
Os trabalhos vencedores no Expocom foram: na categoria Documentário de Não Ficção, o filme “Raízes de Fé” e na categoria Revista Customizada, a “Revista Entre Linhas: uma proposta de leitura para leitores”.
  
O filme “Raízes da Fé, produzido pelos acadêmicos Adailson Pereira, Cléa Torres, Matheus Pacheco, Rafael Vasconcelos e Vanessa Lima, sob orientação do professor Gilson Costa, trata da importância das ervas medicinais para a cultura tradicional. Vanessa Lima, integrante do grupo, se disse impressionada com a receptividade ao tema proposto e empolgada com a vitória no Expocom. “Todos que viram o filme me procuraram emocionados, se identificaram com os personagens. Foi um trabalho muito bonito e sermos reconhecidos por ele é muito gratificante”, diz a estudante.


Já “Revista Entre Linhas: uma proposta de leitura para leitores” foi o trabalho de conclusão de curso, das recém-formadas Ana Custódio (ao lado) e Andreza Oliveira, orientado pelo professor Gesner Duarte.  Ana Custódio, que representou a dupla em Cuiabá, se diz feliz pelo reconhecimento e acredita que a vitória na competição valoriza o esforço de meses, e faz com que o produto não fique apenas dentro do Campus Araguaia. “Agora vamos para a disputa nacional. É uma responsabilidade muito grande representar nossa universidade fora daqui. Estou muito empolgada por poder fazer parte disso”, comemora a acadêmica.
Outros quatro trabalhos do Curso de Jornalismo do Campus Araguaia também concorreram ao prêmio Expocom. Quarenta estudantes e quatro professores do curso participaram do evento que aconteceu de 12 a 14 de junho.

UFMT/CUA apresenta pesquisas no Intercom

Além da apresentação de produtos jornalísticos no Expocom, o curso de Jornalismo do Campus Araguaia, apresentou trabalhos científicos nas modalidades Intercom Junior e na Divisão Temática Multimídia.

Na modalidade Intercom Junior, quatro artigos científicos de alunos do campus foram expostos durante o congresso. Entre eles, o do acadêmico Matheus Pacheco, que trata das Narrativas do Jornal O Globo sobre as Farc na Colômbia. Para o estudante este tipo de pesquisa é relevante para dar visibilidade, no Brasil, aos conflitos sociais existentes em países próximos. “Acredito que sabemos pouco sobre o que acontece na América Latina. O nosso país precisa enxergar sua relevância na região e estar atento às constantes crises que ocorrem nela”, diz o acadêmico. Este trabalho teve como orientador Antonio Silva, professor da universidade.

Outro artigo apresentado, também com a orientação de Silva, manteve o foco na região sul-americana. Escrito pelos estudantes Talita Furtado e Rafael Vasconcelos, o texto trata das Narrativas Políticas do Jornal Folha de São Paulo sobre as eleições legislativas na Venezuela, ocorridas em 2015. Talita acredita que é necessário olhar com cuidado para os nossos vizinhos. “É importante entender a política social e ideológica da região. Analisar sua exposição nos meios de comunicação do Brasil nos faz refletir sobre o papel que temos para América Latina”.

Ambos os trabalhos foram avaliados pela aluna especial de mestrado na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Aline de Oliveira (foto ao lado), que ressaltou a importância da pesquisa científica. Para ela, cabe ao orientador estimular o acadêmico a ter senso crítico. Ela acredita que desta forma o teor do que é estudado se torna mais rico. A avaliadora ainda disse que trabalhos como estes, produzidos na UFMT Araguaia, possuem grandes chances de terem visibilidade nacional, uma vez que pouco se estuda a América Latina no país. “A partir de agora basta empenho dos acadêmicos em levá-los a outros congressos ou publicá-los em revistas”, conclui.  

Ainda no Intercom Junior expuseram trabalhos as alunas da UFMT/CUA, Joice Luana e Viviane Sales. A primeira com o artigo "Marcha das margaridas: história e resistência” e a segunda com texto sobre "O jornalismo científico na cultura digital: A revista Galileu nas redes".

Na divisão temática “Comunicação Multimídia”, Gesner Duarte, professor do Campus Araguaia, apresentou análise que trata da “A Internet Como ‘Lugar de Memória’: A Sobrevivência da Imagem do Herói Político no Ciberespaço”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.