Universidade

Agencia Focaia
Redação
Vasco Aguiar

     Fotos: Adailson Pereira
A reitora da UFMT, Myrian Serra, fala aos estudantes durante cerimônia de recepção aos calouros

A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso, Myrian Thereza de Moura Serra, esteve ontem (17) no Campus Universitário do Araguaia para recepcionar os calouros que chegam à universidade. Serra volta às suas atividades depois de cinco meses afastada, depois de sofrer Acidente Vascular Cerebral (AVC). O evento, promovido no Cinema II, da unidade em Barra do Garças, contou com a participação do pró-reitor do Campus, Paulo Jorge da Silva, além da apresentação do Coral UFMT Araguaia.

A professora Myrian sofreu AVC no dia 10 de dezembro de 2016, no Teatro Universitário, na UFMT em Cuiabá. Após os primeiros socorros recebidos de médicos presentes no local e das equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), foi levada para o hospital.

Enquanto esteve afastada, a reitora diz que reaprendeu coisas básicas. “Tive, durante este tempo, que reorganizar e refazer toda a minha trajetória de vida. Digo que reaprendi, assim como uma criança, a falar, comer, andar, e isso me transformou em uma pessoa diferente e melhor. Hoje me considero uma nova pessoa”. Serra considera que tem duas datas para comemorar, o dia em que nasceu, 16 de outubro, e quando diz ter renascido, 10 de dezembro. “Tenho dois aniversários, e me sinto grata por isso. ”

Já recuperada, Serra fez questão de visitar os Campus da Universidade. Ela disse que pretende fazer estas visitas ao menos duas vezes no semestre para prestar contas, e também recepcionar os calouros que entram a cada ano.

Saudação aos calouros

Myrian saúda os ingressantes do semestre letivo

Na cerimônia, a reitora saudou os ingressantes. “Venho aqui para saudá-los e dizer que vocês merecem e deverão encontrar na universidade nosso respeito e competência para formá-los bons profissionais e cidadãos”. Serra ainda disse aos novos alunos que deverão se adaptar ao ritmo universitário, “a universidade é um espaço diferenciado, o estudante passa a ser aqui o sujeito de seu aprendizado”.

Ainda durante sua fala, a professora pediu aos calouros que não se fechem às oportunidades oferecidas pela universidade. “Peço que vocês não fiquem acomodados em sala de aula, participem da vida universitária, pesquisem, façam parte de projetos de extensão, escutem a sociedade, pois ela é nossa principal mantenedora”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.