Estudantes do Araguaia participam da 10ª Bienal da UNE

Festival estudantil


Agência Focaia
Reportagem
Pedro Rezende

       foto: retirada das redes sociais


Estudantes da UFMT, Campus Araguaia, participaram de evento da União Nacional dos Estudantes (UNE) realizado entre os dias 29 de janeiro a 1° de fevereiro  na capital cearense na 10ª edição da Bienal. O principal e maior festival estudantil da América Latina. Segundo a UNE “uma verdadeira ocupação cultural da capital do Ceará, Fortaleza”. O evento contou com a participação de cerda de 10 mil estudantes de todo o território nacional.

As atividades ocorreram na região da Praia de Iracema, no complexo arquitetônico Dragão do Mar, com o tema de debate: “Feira da Reinvenção”, remontando à imagem e o conceito das feiras-livres na cultura popular.

Segundo a vice-presidente da UNE, Moara Correia, a Bienal fala sobre a cultura feminista, a cultura negra e as culturas jovens e periféricas.

De acordo com a estudante e presidente do Centro Acadêmico de jornalismo da  UFMT/CUA, Alanna Fernandes, “foi um festival de comida, sotaque, literatura, teatro, cinema, danças e artes visuais”. Ela diz que não foi só um evento cultural, “é político também". Acrescenta que, nesse momento, "debater saídas para a crise econômica e política é fazer parte dá história do Brasil, efetivamente”.

O evento ocorreu também com descontração, como comenta Fernandes, sobre a realização de uma mesa redonda onde falavam sobre a crítica e a sátira, “foi um show de humor e uma aula de bom senso. Então, culturalmente é extremamente rico”.

Já o estudante de Jornalismo Fernando Ribeiro, alerta que a Bienal ficou devendo em alguns pontos, como um link com a realidade da cidade. “Fortaleza foi à primeira cidade brasileira a realizar a abolição da escravatura e uma das primeiras a apoiar a fundação da UNE”. Destaca ainda a ausência da referência a Frei Tito no festival, “um padre que lutou justamente na época da ditadura militar, um período muito conturbado para UNE”, conclui o estudante.

UNE

A UNE é a entidade de representação dos estudantes brasileiros, com cerca de seis milhões de universitários, participantes de todos os 26 Estados e do Distrito Federal.

Conforme o site da UNE, “a universidade é um ambiente onde a juventude brasileira tradicionalmente se organiza em torno de visões, opiniões e vontades comuns. Movimento estudantil é o nome dessa atividade, que envolve tanto a organização de uma festa, como a participação numa passeata, a criação de uma empresa júnior ou a representação política para debater o país.”

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.