A Comissão Científica do 6º Simpósio Internacional de Ciberjornalismo prorrogou o prazo para o envio dos trabalhos completos das propostas aprovadas para apresentação nos Grupos de Trabalho do evento para o dia 21 de maio. Segundo os membros Comissão Científica, a dilação do prazo é decorrente de vários pedidos e também para que os autores aproveitem o final de semana para concluir os textos completos.

O professor Lucas Reino destacou que a qualidade dos trabalhos e os temas de pesquisa propostos para o Simpósio tiveram um crescimento significativo. De outro lado a professora Thaísa Bueno destacou que o Simpósio de Ciberjornalismo se consolidou, em âmbito nacional, como um evento de referência internacional, “é o único evento científico, profissional e acadêmico que trata de ciberjornalismo no Brasil”. O professora Katarini Miguel destacou que o crescimento do Simpósio de Ciberjornalismo nos últimos anos demonstra a credibilidade, a seriedade e a qualidade da organização, principalmente com o apoio dos parceiros como aFundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (FUNDECT), da Coordenadoria da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Ressalta Katarini Miguel que “o apoio dos parceiros, das agências de fomento é fundamental para a elevação da qualidade do congresso”.

O Simpósio terá também a participação como palestrantes internacionais do jornalista e pesquisador da Universidade do Porto (Portugal) e coordenador do Congresso Internacional de Ciberjornalismo e do Observatório de Ciberjornalismo de PortugalFernando Zamith,  do coordenador do Foro Internacional de Periodismo DigitalFernando Irigaray, da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina e do pesquisador da Universidade da Beira Interior em Portugal, referência internacional nos estudos de ciberjornalismo, João Canavilhas, que também é diretor do Laboratory of Online 

O evento terá ainda palestras de renomados pesquisadores brasileiros como o jornalista e pesquisador Juliano Carvalho da Universidade Estadual Paulista (Unesp), do jornalista e pesquisador Walter Teixeira Lima, da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), da jornalista e pesquisadora Raquel Longhi, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), do jornalista e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Alex Primo, entre outros, além de oficinas e grupos de trabalho.

Os principais debates do 6° Simpósio Internacional de Ciberjornalismo, as chamadas Mesas Redondas, acontecem no Auditório do Complexo Multiuso “Dercir Pedro de Oliveira”, no período das 19h00 às 22h00.
A Comissão Organizadora informou ainda que haverá sinalização na entrada do Campus da UFMS, para que os participantes possam chegar até o Auditório do Complexo Multiuso “Dercir Pedro de Oliveira” e que foi publicado na página do 5° Simpósio de Ciberjornalismo um mapa, via GoogleMaps, que indica o local do Auditório.

Confira a relação dos Grupos de Trabalho na página do 6° Simpósio Internacional de Ciberjornalismo no endereço: www.ciberjor.ufms.br/ciberjor6/grupos-de-trabalho/

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.