Dinheiro e barras de ouro foram apreendidos com empresário (Foto: Comunicação Social/ PFMT)

A Polícia Federal deflagra hoje (29) a Operação Soberba* que visa desarticular uma organização criminosa voltada à prática do tráfico internacional de cocaína no Mato Grosso. A quadrilha era financiada por um doleiro estabelecido em Cuiabá/MT que movimentava o dinheiro necessário para o funcionamento do negócio utilizando empresas de turismo de fachada em São Paulo/SP.
Na ação de hoje, foram cumpridos 44 mandados, sendo 11 de prisão preventiva, 02 de prisão temporária, 13 de condução coercitiva e 18 de busca e apreensão, nos municípios de Cuiabá/MT, Várzea Grande/MT, Mirassol Doeste/MT, Barão dos Cocais/MG, Inhapim/MG, Coronel Fabriciano/MG, Governador Valares/MG, São Paulo/SP e Guarulhos/SP.
Após as investigações, iniciadas há aproximadamente um ano, a droga era obtida na Bolívia junto a intermediadores atuantes na faixa de fronteira. A droga tinha como principal destino o estado de Minas Gerais com ramificações em Portugal e Espanha.
Durante as investigações, foram lavrados cinco autos de prisão em flagrante. No total foram apreendidos 218 KG de pasta base de cocaína, além de 1 Kg de cloridrato de cocaína, U$ 195 mil,  R$ 34 mil, além de diversos veículos.
A organização criminosa contava ainda com o suporte de uma advogada, que atuava como informante do tráfico catalogando placas de viaturas utilizadas na repressão ao crime, além de ter pleiteado a devolução de veículo utilizado para o transporte de cocaína mediante a apresentação de documento de compra e venda forjada, com data retroativa ao transporte.
A Justiça Federal determinou ainda o bloqueio de contas bancárias utilizadas pelos investigados, além do sequestro de bens.

*O nome da operação se deve a postura dos investigados, com ostentação perante a sociedade e crença na impunidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.