Campus da UFMT de Sinop instala Conselho Superior




Conselho Superior


Agência Focaia
Redação
Matheus Pacheco

Fonte: UFMT/ASCOM


http://www.ufmt.br/ufmt/site/media/estilo/images/logosinop.png


A unidade universitária de Sinop, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), instalou seu Conselho Superior (Consin), na quinta-feira(11), durante reunião no campus, que teve a presença da reitora, Maria Lúcia Cavalli Neder. Os conselheiros receberam posse para um mandato de dois anos, referente aos os membros representantes dos técnicos administrativos e coordenadores de cursos; e de um ano para o pró-reitor, diretores e gerente administrativo.

Como afirma a reitora, o Consin é um espaço democrático de debate sobre as políticas a serem desenvolvidas nos períodos vindouros, pela comunidade local e pelo próprio Campus. Segundo Neder, seu papel é pensar grande as estratégias e metas da Universidade, assim como as políticas e ações de ensino, pesquisa e extensão.

A reitora reconheceu ainda o amadurecimento do Campus em seus últimos 10 anos, quando fazia um retrospecto do processo de interiorização da UFMT, durante seus dois mandatos. Destacou a consolidação, em Mato Grosso, dos Campus, da pesquisa, do trabalho de extensão e da qualidade de formação dos alunos e de execução das obras de construção, reforma e ampliação, e ressaltou a importância do intercâmbio de ideias com a comunidade local, pois, em suas palavras, “não teremos vida fácil em 2017 e 2018”.

O atual pró-reitor do campus, Marco Antonio Araújo Pinto, e o gerente administrativo e pró-reitor eleito, Roberto Carlos Beber, destacaram a importância do Conselho para auxiliar a administração e extinguir os problemas em conjunto com a comunidade acadêmica. Para Marco Antonio, o primeiro trabalho será, certamente, a elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Campus.

Roberto Antonio beber descreveu a instalação do Conselho como uma vitória para a comunidade acadêmica, reconhecendo a importância da discussão, pelos conselheiros empossados, sobre a implementação do plano de desenvolvimento.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.