O período de submissão dos trabalhos científicos para o II Simpósio de Jornalismo e Direito vai até o dia 16 de agosto. Os textos completos, que podem ser produzidos por estudantes, professores e pesquisadores, devem conter de 6 a 15 páginas, e tratar de assunto que tenha familiaridade com a temática do evento e/ou contribua para o debate da mídia e do judiciário.  O regulamento completo, com todas as normas para a produção dos textos, está disponível no link http://simposiojd2013.blogspot.com.br/p/regulamento.html.  O encaminhamento do trabalho deve ser através do blog www.simposiojd2013.blogspot.com.br, na área destinada a submeter trabalho.

Uma comissão científica avaliará as produções submetidas, considerando a qualidade das análises e argumentos, a importância teórico-prática, a riqueza bibliográfica e a originalidade, devendo também estar dentro normas do regulamento. Os trabalhos escolhidos pela Comissão serão apresentados oralmente durante o Simpósio. A divulgação da lista dos trabalhos aceitos será publicada, no dia 19 de agosto, no blog do evento.

Os participantes que submeterem e apresentarem trabalhos durante o Simpósio serão certificados pela apresentação dos mesmos. Os textos serão publicados em Anais, disponíveis em CD para o aluno participante, todos com Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas (ISSN).

Esta é a 2ª edição do Simpósio, que acontecerá 27 a 30 de agosto e terá como tema “O papel da mídia e do judiciário na construção da Justiça Ambiental”. Profissionais convidados das três áreas envolvidas, direito, jornalismo e meio ambiente, debaterão em conjunto pontos importantes sobre a temática, através de palestras, mesas de debate, oficinas e minicursos.

As atividades serão realizadas na Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário do Araguaia (CUA), unidade de Barra do Garças. O evento tem como organizadores acadêmicos e professores dos cursos de direito e jornalismo da UFMT-CUA e seus respectivos centros acadêmicos, e conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.