Yoani Sánchez compartilou uma foto de seu novo passaporte no Twitter.
Após mais de 20 pedidos negados nos últimos cinco anos, a célebre blogueira e ativista cubana Yoani Sánchezpassou a ter direito a um passaporte para viajar ao exterior na quarta-feira, 30 de janeiro.
"Incrível!!", escreveu Sánchez em sua conta no Twitter. "Eles ligaram para minha casa para me dizer que meu passaporte está pronto! Eles simplesmente me deram!"
Sánchez tem pedido um passaporte desde 2009 para comparecer a conferências, cerimônias de premiação, eventos acadêmicos e o lançamento de seus próprios livros no exterior, noticiou o site Café Fuerte. Autoridades cubanas negaram o documento a Sánchez 24 vezes.
No entanto, Cuba recentemente deu fim às chamadas permissões para sair -- documentos longos e caros necessários para sair do país --, e agora os cubanos precisam apenas de um passaporte para viajar ao exterior. Sánchez registrou o pedido do documento em 14 de janeiro, no mesmo dia que a mudança entrou em vigor.
Viagens internacionais ainda têm algumas restrições em Cuba. Em uma entrevista à agência de notícias espanhola EFE, Sánchez disse que receber seu passaporte foi uma vitória "agridoce" porque seu amigo ativista e ex-prisioneiro político Angel Moya, que também havia feito o pedido do documento, não o recebeu por "razões de interesse público."
Sánchez, que foi detida por autoridades cubanas duas vezes em 2012, é autora do célebre blog Generación Y, no qual escreve sobre a vida em Cuba. Ela foi nomeada em novembro como nova delegada pela liberdade de expressão em Cuba da Sociedade Interamericana de Imprensa.
Segundo a EFE, Sánchez planeja viajar para Espanha, Brasil, Peru, Colômbia, México e para os EUA, onde sua irmã -- quem não vê há mais de um ano -- vive atualmente.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.