Na UFMT Araguaia inicia hoje evento que vai debater a relação entre conhecimento popular e científico na universidade

Evento

Agência Focaia
Redação
Adailson Pereira


                      Foto: Divulgação

Na Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Araguaia (UFMT/CUA), realiza hoje (20) e amanhã (21), a 4° edição do ICHS InterAtivo, na unidade acadêmica de Barra do Garças. Neste ano, o evento que terá também a parceria do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), tratará do  “Saberes em rede: intersecções entre o conhecimento popular e o científico”.

Nos dois dias de eventos vão acontecer oficinas, minicursos, palestras, além de apresentações culturais. As atividades começam nesta quinta-feira  às 8h, com oficinas e minicursos. A partir das 19h, será realizada a abertura oficial com apresentação cultural e roda de capoeira com o grupo Abadá, no centro de vivência, em área próxima à biblioteca do Campus.

Em seguida, será formada uma mesa-redonda, onde vai abordar os saberes entre a universidade e os povos indígenas. O debate será mediado pela professora e coordenadora do Programa de Inclusão Indígena (Proind), Carmem Lúcia e contará com a presença da diretora do ICBS, Eliane Ndiaye e a acadêmica do curso de Farmácia, Terezinha Parava Ramos, indígena da etnia Chiquitano.

Científico e popular

O objetivo dessa edição é politizar os saberes, tornando-os ferramentas de lutas para acabar com a desigualdade, o racismo, o machismo e todas as formas de expropriação da vida.

Segundo a diretora do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) e uma das organizadoras, Lennie Aryete Dias Pereira Bertoque, o evento “é social e se fundamenta em propostas científicas, baseando na troca de conhecimento”.

A diretora ainda cita que a proposta do evento é devolver as comunidades quilombolas, indígenas e ribeirinhas os trabalhos que desenvolvemos na universidade através do conhecimento científico. “Temos que ouvir mais essas comunidades, se desse mais ouvidos, mudaríamos nossa percepção no âmbito social e científico, a maneira como eles enxergam o mundo são um pouco menos individualista, eles pensam no coletivo”, finaliza. 

As inscrições do evento e a programação completa podem ser acessadas no site do ICHSInterAtivo

Comentários