Engenharia Civil e Agronomia da UFMT/CUA realizam eleição para escolha de representantes no CREA/JR

Eleições

Agência Focaia
Redação
Vasco Aguiar 
                                                                   Foto: Vasco Aguiar
Representantes eleitos do CREA/JR no Campus Araguaia, (da 
esquerda para a direita) Valdir Oliveira, Marcus de Souza, 
Fabiano Filho e Carlos Batista. 

Ocorreu nesta segunda-feira (10), no cinema da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Araguaia, eleição promovida pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-Jr), que escolheu representantes discentes para atuar junto à entidade. Os eleitos são responsáveis por fazer a interlocução entre o CREA-Jr e seus colegas de curso na UFMT/CUA.

Os votantes foram os acadêmicos de Engenharia Civil e Agronomia do Campus Araguaia. De acordo com o regimento interno do CREA-Jr, em Mato Grosso, é eleito um representante geral e um adjunto para cada curso presente na Instituição de Educação. Portanto, na UFMT/CUA foram eleitos quatro representantes, dois de cada curso.

Como parte da comissão eleitoral, o coordenador regional do CREA-Jr, Cayttano Zarpellon, que também é estudante do curso de Engenharia Civil na UFMT/CUA, explica que o papel destes representantes é relevante, “pois é através deles que as demandas destes cursos chegam ao CREA-Jr regional. É um importante trabalho de intermediação”, esclarece.

O objetivo do CREA-Jr, conforme consta em sua página oficial, é fortalecer o sistema profissional e promover a inter-relação entre o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de Mato Grosso e os estudantes de graduação superior e técnica. O exercício profissional está regulamentado pelo sistema do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA).

Resultado

Por aclamação, foram eleitos os acadêmicos Valdir Júlio de Oliveira, como representante geral, e Marcus Vinicios de Souza, representante adjunto, ambos do curso de Agronomia.

Do curso de Engenharia Civil foram eleitos como representante Fabiano Rabaneda Filho e adjunto, Carlos Daniel Batista. Os eleitos terão mandato de um ano, quando haverá nova eleição.