Educação

Gazeta (Cuiabá) 
Keka Werneck 

O secretário de Estado de Educação, Marco Marrafon (foto), apresentou, no final da manhã desta terça-feira (5), aos representantes dos professores e servidores da rede estadual de ensino, em greve desde 31 de maio, uma proposta de conciliação, com a intenção de finalizar o movimento paredista.
Imagem - Gazeta Digital
http://www.gazetadigital.com.br/uploads/webdisco/2015/10/05/jpg/original/059b3214307c8c8cb0ef6ed39aeb801b.jpg

Os servidores da Educação estão em greve pela Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28%, pela realização de concurso público e contra as Parcerias Público-Privadas (PPPs).

A proposta do Governo tem como principais pilares a constituição de um calendário de realização do concurso público reivindicado e o recuo com relação às PPPs, afastando-as da condução pedagógica das escolas. No entanto, quanto à RGA, Marrafon não foi além do que já está aprovado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) e que, portanto, já tem força de lei. 

Trata-se do reajuste de 7,36% em três parcelas: 2% em setembro, 2,68% em janeiro de 2017 e 2,68% em abril de 2017. Os 3,92% restantes serão pagos em duas parcelas: junho e setembro de 2017.

“Temos limites fortes em relação ao dilema orçamentário”, reiterou o secretário.

No entanto, segundo ele, vai manter o diálogo com a categoria. “Esta é a forma mais democrática para resolver a questão”, disse, após a reunião com o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT).

Marrafon destacou que a proposta do Governo foi entregue formalmente e espera uma decisão da categoria, que nesta segunda-feira (4) decidiu em assembleia geral manter a greve, diferentemente de pelo menos outras sete carreiras do Estado, que, mediante a aprovação do projeto da RGA na AL-MT, voltaram ao trabalho.

Manifestação 

Depois de 37 dias de greve e 90% das escolas públicas paralisadas, os servidores da Educação para pressionar o governo estadual decidiram acampar na sede da Secretaria de Estado de Educação Esporte e Lazer (Seduc), na manhã de ontem (05).

A manifestação começou por volta das 8h em frente à secretaria, depois os grevistas ocuparam a recepção e montaram acampamento no pátio da Seduc. No final da manhã foram recebidos pelo secretário de Estado de Educação, Marco Marrafon.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.