32 livros essenciais sobre Jornalismo Literário

O livro “Paralelo 10 – Notícias da linha que separa o cristianismo e islã”, da jornalista Eliza Griswold, é a mais recente publicação da “Coleção Jornalismo Literário” da Cia. Das Letras, uma importante editora brasileira. O livro de Elisa, ganhador do prêmio Lukas Prize Project Awards, das faculdades de jornalismo de Columbia e Harvard é a publicação número 32 de uma das coleções que mais valorizam a produção em Jornalismo Literário no mundo.
Um dos primeiros livros da “Coleção Jornalismo Literário” foi o célebre “Hiroshima”, de John Hersey. A reportagem, feita no Japão em 17 dias, registrou o ataque atômico americano, contra o país asiático na Segunda Guerra Mundial, por meio do relato de seis sobreviventes. Segundo o jornalista, mestre em Comunicação Social e professor da Famecos na PUCRS, Vitor Necchi, Hiroshima foi um marco para a história do jornalismo mundial. “A publicação original provocou um choque. Abalou seus leitores porque apresentou o relato minucioso de como uma cidade e quase 250 mil pessoas acabaram dizimadas. Abalou porque não se ocupou com questões técnicas da bomba nem revelou alguma novidade, mas contou histórias singulares de seis sujeitos, seis sobreviventes. A humanização que brotou do texto desnudou para os Estados Unidos o horror que haviam cometido”, analisa em artigo no XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, realizado na cidade de Santos, em 2007.
O que se sucedeu após o investimento da Cia. Das Letras em publicar “Hiroshima”, sucesso de vendas, foi uma longa coleção de grandes obras de Jornalismo Literário, iniciativa coordenada por um dos maiores incentivadores do estilo no país, Matinas Suzuki Jr.
Veja aqui obras escritas por meio do estilo jornalístico-literário, publicadas pela Cia. Das Letras.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.