É um erro! Abraji espera que Justiça desfaça condenação de fotógrafo atingido por bala de borracha

Atingido por uma bala de borracha em 2000, enquanto cobria para o jornal Agora São Paulo uma manifestação na Avenida Paulista, o repórter fotográfico Alexandro Wagner Oliveira da Silveira, conhecido como Alex Silveira (foto/Sérgio Silva para a Série Piratas Urbanos), foi considerado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo o único culpado pelo ferimento que o fez perder 80% da visão. A decisão em segunda instância teve base no voto do Desembargador Vicente de Abreu Amadei, relator do texto que reformou a sentença anterior. A medida foi criticada pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. "Abraji espera que instâncias superiores desfaçam esse erro".

Na época, o tiro que atingiu Silveira foi disparado pela Polícia Militar. Para o desembargador, o repórter, "permanecendo, então, no local do tumulto, dele não se retirando ao tempo em que o conflito tomou proporções agressivas e de risco à integridade física, mantendo-se, então, no meio dele, nada obstante seu único escopo de reportagem fotográfica, o autor colocou-se em quadro no qual se pode afirmar ser dele a culpa exclusiva do lamentável episódio do qual foi vítima". Leia mais


Comentários