Pecuária leiteira sustentável é incentivada


Pecuária leiteira sustentável é incentivada
Juiz de Fora - A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) é uma tecnologia que permite a produção de leite, carne, grãos, hortaliças, fibra, energia e madeira em uma mesma área ou propriedade. De acordo com o pesquisador da Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora/MG), Alexandre Brighenti, convidado do Prosa Rural, o sistema produz alimentos e energia renovável de maneira sustentável, diminuindo os impactos ambientais existentes na atividade agrícola. Além disso, proporciona a preservação de florestas e matas ciliares, recupera áreas degradadas, cria condições para a produção e diminui a necessidade de desmatamento de novas áreas.

Segundo Brighenti, o ganho do produtor com o sistema ILPF se dá não apenas pela possibilidade de cultivos de diferentes produtos, mas pelo aumento da produtividade das diferentes culturas implantadas na fazenda, com a maior eficiência dos insumos utilizados na produção e o uso racional de energia e outros recursos naturais.
“Com o componente floresta, o produtor embeleza sua propriedade e proporciona um ambiente mais confortável para os animais e para os trabalhadores com a arborização das áreas produtivas, o que permite, ainda, a exploração da madeira. A produção de frutas ou hortaliças reduz o custo da nutrição do rebanho e também ajuda na produção de alimentos para subsistência. Por outro lado, a atividade pecuária proporciona a produção de adubo sem custo. É um ciclo que se fecha, reduzindo o impacto ambiental e melhorando a renda do produtor”, explica Brighenti.
O pesquisador destaca, ainda, que o sistema diminui a incidência de pragas na propriedade, o que também reduz o uso de pesticidas ou produtos fitossanitários. O processo de integração lavoura-pecuária-floresta facilita a certificação e a rastreabilidade dos produtos agrícolas.

Saiba mais sobre este assunto ouvindo o Prosa Rural, o programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. O programa conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.