Uma indicação se isso está funcionando poderia chegar na quinta-feira (7), quando a empresa irá anunciar uma nova versão de seu feed de notícias




Depois de passar os últimos seis meses falando sobre priorizar seus negócios em torno de plataformas móveis, o Facebook diz que é hora de começar a trabalhar.
"Todo mundo está pensando em mobilidade, todo mundo está pensando no Android", disse Mike Shaver, diretor de engenharia móvel do Facebook, falando a repórteres na sede da companhia na manhã de segunda-feira (4). A empresa declarou que "estava se focando em mobilidade" em agosto de 2012, em reação ao enorme crescimento do número de usuários que acessam o site por meio de seus celulares.
Mas antes que publicamente apresentar sua mudança para priorizar as plataformas móveis, o Facebook começou a oferecer a todos os funcionários a oportunidade de fazer parte, em sessões intensivas, de uma semana de treinamento de programação para Android e iOS, disse Shaver.
As sessões estavam disponíveis para todos os funcionários, não apenas programadores, e o Facebook já contou 450 pessoas no programa. Dois terços delas estudaram Android, e um em cada cinco dos participantes não eram programadores, disse Shaver.
A mudança para priorizar mobilidade significa que as equipes de produto trabalhando em recursos do Facebook, como mensagens e feed de notícias, estão agora responsáveis por obtê-los para a plataforma móvel. Isso é uma grande mudança em comparação a antigamente, quando as equipes de recursos desenvolveriam para desktop e a equipe móvel trabalharia para obter os recursos para as telas de celulares.
Essa divisão do trabalho também foi o que libertou a equipe móvel para trabalhar em novas versões do aplicativo do Facebook para iOS e Android. Para os usuários, esse foco na mobilidade deve significar que mais recursos da rede social estão acessíveis em seus aplicativos móveis, utilizá-los deve ser mais fácil e eles devem se integrar melhor com o sistema operacional do celular.
Uma indicação se isso está funcionando poderia chegar na quinta-feira (7), quando a empresa irá anunciar uma nova versão do feed de notícias, que compõe o núcleo da experiência do usuário na rede social. Para o Facebook, o objetivo final é fazer os usuários acessarem mais o site, tornando mais fácil ler e postar de qualquer lugar, e então esperar ver um aumento na renda de publicidade por causa disso. Os primeiros resultados parecem promissores. 
Até o final de 2012, dois terços de seus 1 bilhão de usuários ativos mensais chegaram ao site em parte ou totalmente por meio de plataformas móveis do Facebook - um salto de 57% em relação ao ano anterior. E a receita de publicidade a partir de plataformas móveis compôs de 23% da publicidade da empresa no quarto trimestre de 2012, acima dos 14% três meses antes.
Fonte: IDG NOW!

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.