Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) irá construir o Centro Cultural e Didático, com espaços de que a Instituição ainda não dispõe, como salão de eventos para grandes exposições e mostras culturais e científicas. A obra segue os requisitos do Plano Diretor da UFMT, aprovado pelo Conselho Diretor em 2011, baseado na sustentabilidade e na preservação. Será junto ao atual Centro Cultural. O canteiro já está delimitado pelos tapumes, uma norma obrigatória a ser seguida pela engenharia de acordo com a NR 18, do Ministério do Trabalho, que estabelece “medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho” na construção civil. 

O projeto arquitetônico prevê, entre outros itens adequados às finalidades do Centro, um deque de madeira de frente para o bosque, que será preservado.

“A UFMT lutou muito para ter esse Centro, que servirá como local de integração da comunidade interna – estudantes, professores e técnicos admin
istrativos – e a comunidade externa”, diz reitora a Maria Lúcia Cavalli Neder.
 
Obs. do blogueiro: A pegunta que não quer calar: Quem sabe do Plano Diretor do Campus Universitário do Araguaia? Taí uma boa pauta...



O outro lado: Estudantes organizam acampamento em defesa do Bosque e pedem transparência





A pressão dos estudantes surtiu efeito e algumas reuniões entre a reitoria e entidades estudantis foram realizadas. Contudo, o projeto ainda não foi apresentado e apenas detalhes do que será construído foram dados ao DCE  e Centros Acadêmicos. Um Centro Cultural e Didático, com livraria, restaurante e outras lojas, está previsto para ser construído no Bosque, revelando serem verdadeiros os temores dos estudantes. Mais

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.