Maurício Sampaio depôs no ano passado, mas não falou com a imprensa (Imagem: Diomício Gomes/O Popular)


O empresário e ex-vice-presidente do Atlético-GO, Maurício Sampaio, teve prisão temporária decretada no último sábado, 2, suspeito de ser o mandante do assassinato do jornalista Valério Luiz, morto a tiros em cinco de julho passado. Na véspera do pedido de reclusão, a polícia prendeu três homens acusados de serem os executores do crime, um açougueiro, um policial militar e um suposto funcionário de Sampaio. A prisão do ex-dirigente foi motivada pelo depoimento do açougueiro, que confessou ter atirado no jornalista.
Segundo o delegado da Delegacia de Investigação de Homicídios, Hellyton Carvalho, a declaração do açougueiro aponta Sampaio como o principal suspeito de ser o mandante do crime. “Nesse momento, ele realmente é o principal suspeito de ser o mandante. E, se for confirmada essa participação, ele irá responder sob prisão provisória até a decisão da Justiça. Não podemos dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações”, disse ao G1. Mais

Leia também: Radialista Valério Luiz é assassinado em Goiânia com 6 tiros

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.