O ministro da Educação, Henrique Paim, recebeu, no último dia 9, da comitiva acadêmica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), um estudo de viabilidade para implantação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) - atual campus da UFMT. Acompanhados do senador Blairo Maggi e do recém-eleito deputado federal, Adilton Sachetti, o grupo recorreu ao ministro pela autonomia da universidade, projeto em curso desde 2008.
“O campus se desenvolveu muito ao longo dos últimos anos, e hoje conta com 4 mil alunos e 300 professores, dos quais 50% são mestres e 50% são doutores. Recebemos alunos de todo o Brasil por meio do Enem e acabamos de implantar o tão sonhado curso de Medicina”, disse o pró-reitor da UFMT em Rondonópolis, Javert de Melo.
Além de Paim, o processo para implantação da UFR foi entregue ao secretário da Educação Superior, Paulo Speller, que pediu uma semana para emitir parecer. Assim que deliberado pelo Ministério da Educação, o assunto seguirá para a Presidência da República, a fim de que a presidente Dilma Rousseff autorize a criação da segunda Universidade Federal do Estado de Mato Grosso.
Fonte: Blairo Maggi

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.