Nesta sexta-feira (18) ocorrerá um eclipse penumbral da Lua. Entretanto, esse tipo de eclipse “é imperceptível a olho nu e com a utilização de telescópios amadores, já que o nosso satélite natural apenas diminui o seu brilho, continuando a ser observado em sua fase cheia. Portanto, se alguém visualizar algum forte obscurecimento da Lua durante esse eclipse, a causa estará associada às pesadas nuvens que ocorrem nesta época do ano em nosso país, ao invés de estar relacionada ao fenômeno”, explica a professora Telma Couto da Silva, doutora em Astronomia.  As pessoas localizados mais a leste serão privilegiados na visualização, como é o caso dos moradores de Brasília, Goiânia e Barra do Garças. Cuiabá e a maioria das cidades de Mato Grosso terá dificuldade no período inicial, mas todo o eclipse poderá ser observado. 

De acordo com Telma Couto, “normalmente um fenômeno astronômico é divulgado em UTC (“Universal Time Coordinate”), ou, resumidamente, UT - Tempo Universal - que indica o horário do meridiano de Greenwich, considerado como o meridiano inicial. A Terra completa uma rotação em torno de seu eixo em 24 horas e, por isso, o nosso planeta foi dividido em 24 faixas imaginárias idênticas, cada uma com 15° de longitude, associadas ao ângulo que a Terra gira em uma hora”. Esse conceito é usado em Geografia, Astronomia e estudado desde o ensino fundamental. 

Mesmo que costume passar despercebido, há “os místicos e os que irão querer observar a Lua, desde que as condições climáticas sejam favoráveis”, observa a professora. Para isso, informa, é importante o público saber que eclipse penumbral começará às 21h53min UTC; o máximo do eclipse ocorrerá às 23h50min UTC, e o fim do eclipse ocorrerá à 01h48min UTC do dia 19. Nesse eclipse os observadores brasileiros localizados mais a leste serão privilegiados. 

“Como Brasília, Goiânia, Barra do Garças estão a UT (ou UTC) -3, o eclipse penumbral começará às 18h53min, horário local, terá o máximo às 20h50min, com término às 22h48min. Nesses locais a Lua já estará bem acima do horizonte e será observada com mais facilidade.”

“Para os observadores localizados a UT -4, esse eclipse começará às 17h53min, o máximo acontecerá às 19h50min, e o seu término ocorrerá às 21h48min. Nessa faixa estão os habitantes de Cuiabá e da maioria das cidades de Mato Grosso. Quando o eclipse começar em Cuiabá, a Lua, que começará a despontar no horizonte em torno de 17h36min, estará muito baixa e com uma difícil visualização. Mas, considera-se que todo o eclipse penumbral poderá ser observado, apesar da dificuldade inicial.”

Fonte: UFMT

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.