Ambientada nos bastidores de um canal de notícias a cabo e estrelada por Jeff Daniels, que vive o âncora Will McAvoy, a atração retorna ao ar com outra pegada

TATIANA CONTREIRAS

Don Quixote. Will (Jeff Daniels) diz que seu personagem continua tentando superar a traição de sua ex Divulgação

LOS ANGELES - Criador de “The West Wing” e vencedor do Oscar pelo roteiro de “A rede social”, Aaron Sorkin parece ter ouvido os críticos na hora de escrever a segunda temporada de “The newsroom”, que estreia nesta segunda, às 22h, na HBO. Ambientada nos bastidores de um canal de notícias a cabo e estrelada por Jeff Daniels, que vive o âncora Will McAvoy, a atração retorna ao ar com uma pegada diferente — até mesmo a abertura foi trocada. Além de revisitar notícias que ganharam as manchetes de todo o mundo recentemente, como o movimento Occupy Wall Street, a reeleição do presidente americano Barack Obama e a política antiterrorismo do governo dos Estados Unidos, a série agora tem como fio condutor uma cobertura que deu errado — na verdade, uma adaptação para a ficção de uma história real, que se desenrola por todos os nove episódios.

Recentemente, Sorkin admitiu que cometeu alguns enganos e precisou refazer três capítulos, mesmo depois de já terem sido gravados. No primeiro episódio, a ação começa uma semana após o desfecho da temporada anterior. A despeito de sua missão de civilizar os telespectadores, como o próprio Will costumava dizer, o jornalista agora sofre as consequências de ter apontado, no ar, os conservadores do partido Tea Party como o “Talibã americano”. Sua relação com a produtora-executiva Mackenzie McHale (Emily Mortimer) continua na tênue linha entre o amor e o ódio — os dois foram namorados e ela o traiu. Enquanto isso, a comentarista econômica Sloan Sabbith (vivida por Olivia Munn) tenta ganhar mais espaço no noticiário, brigando por reportagens nas quais acredita, e Charlie (Sam Waterston), presidente do canal, segue pressionado pela dona da Atlantis World Media, Leona Lansing (Jane Fonda).



Veja o trailer:


0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.