MEC incentiva mesmo o sexo oral?

por Gilson Monteiro

Li, em vários blogs, que o Ministério da Educação (MEC) lançara, no dia 4 deste mês, uma campanha de incentivo ao sexo oral, com o sugestivo nome "caia de boca", cujo objetivo é "reduzir a gravidez na adolescência". Fiquei a me perguntar: isso só pode ser coisa de fake (perfil falso nas redes sociais). Após a polêmica em torno da Cartilha cujo conteúdo era incentivar o não preconceito em relação aos homossexuais, rechaçada firmemente por todas as igrejas, inclusive a católica, fiquei com a impressão de quê o Governo Federal, muito menos o MEC, jamais voltariam à carga com quaisquer novas cartilhas que tratassem do tema. Como a notícia é a mesma em todos os blogs que tratam do assunto, assinada pela mesma pessoa, dificilmente é verdadeira. Negar, porém, a criatividade de quem a bolou, é negar a própria inventividade do brasileiro. E me provocou uma nova reflexão: pode o Estado interferir diretamente na forma como as pessoas praticam sexo? Reflitamos juntos!

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.