Novo Informe da diretoria da Adufmat sobre os 28,86%


Como informamos anteriormente, a Procuradoria Geral Federal (PGF), em nome da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso, ingressou no processo de execução peticionando pela suspensão do pagamento dos 28,86%. Pedido atendido pelo Juiz Federal Dr. César Augusto Bearsi, que determinou a SUSPENSÃO do referido pagamento.
Cumpre aqui lembrar aos companheiros que a Administração Superior desta Universidade foi notificada em 10/06/2013 da ANTECIPAÇÃO DE TUTELA do Agravo de Instrumento contra a decisão do Juízo de Primeira Instância, como se verifica na imagem:
O fato companheiros, é que a Administração Superior não é mera expectadora e cumpridora de decisões judiciais, pois se o fosse deveria cumprir a decisão já transitada em julgado, como assevera o Douto Juiz Federal Muirlo Fernandes de Almeida:
 
Ou seja, a FUFMT figura como parte Ré no processo, e todas as ações da PGF/AGU são perpetrada em seu nome e, nesse caso, contrária a decisão da E. 2ª Turma Recursal do TRF 1!
Comunicado da assessoria jurídica aqui
Íntegra da decisão no Agravo de Instrumento aqui
Fonte: Adfmat

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.