A dedicação do estudante no processo educacional


por Gilson Monteiro

A Nota 4 obtida pelos estudantes do curso de Educação Física do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (Icsez), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em Parintins, no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é uma demonstração inequívoca de que o processo educacional não se faz inteiramente apenas com "ótimas condições estruturais de trabalho". Para além das questões estruturais, dois componentes se nos apresentam como fundamentais: o comprometimento do corpo docente e a dedicação dos estudantes. Que a Instituição deve proporcionar as condições ideias para o funcionamento dos cursos, ninguém pode negar. No entanto, entregue laboratórios de última geração a um grupo de professores descomprometidos e a uma turma de estudantes relapsos para ver no que vai dar! Há que se deixar claro que os estudantes e professores de Parintins superaram situações adversas, que só serão sanadas com a construção do novo Complexo Poliesportivo. Ainda assim, os estudantes conseguiram obter Nota 4 em um Exame que, aos poucos, consolida-se como base fundamental para se ter parâmetros sobre o ensino de graduação no País. Espera-se que a conquista contagie as demais turmas para, após a Ufam oferecer as condições ideias para o funcionamento do curso, que tenham como meta a Nota 5, ou seja, a excelência acadêmica. Elevar o patamar das notas da avaliação, tanto nos curso de Graduação quanto nos de Pós-graduação tem de ser a meta da Instituição. Temos capacidade intelectual para atingir as metas que, coletivamente, forem decididas e abarcadas pelos três segmentos da comunidade de cada uma dessas unidades da Ufam no interior. Sem o comprometimento de todos (e todas) com os projetos e os cursos, dificilmente qualquer meta de melhoria será alcançada.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.