Não sei se é uma notícia positiva, mas deu no portal da UFMT:

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) está entre as 20 universidades federais mais acessadas, de acordo com o Webometrics Ranking of World Universities, uma iniciativa do Laboratório Cybermetrics, um grupo de pesquisa vinculado ao Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), entidade pública da Espanha. Entre as brasileiras a UFMT está em 32º lugar e aparece em 74º entre as da América Latina. Este é considerado o maior ranking do ensino superior do mundo, é publicado a cada seis meses, desde 2004 e considera a Web como ferramenta fundamental na difusão do conhecimento. Nesta edição, levantada em janeiro e publicada no dia 07 de fevereiro, foram ranqueadas 21250 instituições.

De acordo com informações do site do Ranking Web of Universities, o objetivo é promover a presença acadêmica na internet, “apoiando as iniciativas de acesso aberto para aumentar significativamente a transferência de conhecimentos científicos e culturais gerados pelas universidades para toda a sociedade”. A publicação do ranking é considerada uma das ferramentas “para iniciar e consolidar os processos de mudança na academia, aumentar o empenho dos estudiosos e a criação de estratégias de longo prazo”, vez que a Web já é tida como “a mais importante ferramenta de comunicação acadêmica”, cuja perspectiva é acentuar-se como canal para a aprendizagem a distância e como “fórum aberto para o envolvimento com a Comunidade e a vitrine universal para atrair talentos, financiamento e recursos”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta postagem.